terça-feira, dezembro 25, 2007

Voar


Queria ser como tu, leve como a luz
respirar e voar por entre nuvens brancas
Queria ser assim, serenamente forte
pequena mas imensa, suave mas intensa
Assisto-te desde aqui, vejo-te sem nunca te tocar
subindo ao mais alto dos cumes para de ti me aproximar
Grito-te
desde onde o som mais ecoa
sei que me ouves e sinto que me sentes
e ainda que o meu peito cale o grito
ainda que os meus olhos vejam apenas a escuridão do horizonte
sei que me escutas e sei que os teus olhos me seguem
Hoje grito-te o de sempre:
AMO-TE
e quero que todos o ouçam
quero que todos saibam a felicidade que sinto por amar-te!

Agora vou descer Princesa
Já aliviei o peito por hoje, libertei o grito amordaçado
vou descer mais feliz por saber que estás aí
de ouvido afinado para os meus sussurros
Vou descer mas voltarei aqui para gritar
...
...
...
que gostava de ser como tu...

4 comentários:

lu maga disse...

Lindo....

Beijo!

Simplesmente... eu! disse...

Olá!
Quero agradecer as visitas ao meu blog e a presença ao longo deste ano.
Obrigado pela companhia!:)
Desejo tudo de bom para este ano que se avizinha!!
Beijinho

Um Momento disse...

Voando... nas tuas palavras...
Que nunca deixes de poder voar...

(*)

rascunhos disse...

simplesmente ESPECTACULAR este teu grito...