domingo, maio 04, 2008

Dia da mãe!

...hoje, se pudesse
mudava as datas,
mudava a forma,
mudava a vida!
Mas, sabes? Há coisas que não mudaria nunca.
Nem a minha filha nem a mãe dela...


Desde esta margem para essa envio um beijo gigante!
Vermelho como gostas...
(o teu será entregue)


Eu tenho o tempo,
Tu tens o chão,
Tens as palavras
Entre a luz e a escuridão.
Eu tenho a noite,
E tu tens a dor,
Tens o silêncio
Que por dentro sei de cor.
E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.
Eu tenho o medo,
Tu tens a paz,
Tens a loucura
Que a manhã ainda te traz.
Eu tenho a terra,
Tu tens as mãos,
Tens o desejo
Que bata em nós um coração.
E eu, e tu,
Perdidos e sós,
Amantes distantes,
Que nunca caiam as pontes entre nós.

5 comentários:

BorboletaDistraída disse...

Há pontes que não caiem nunca!Esse amor é uma delas.
E esta musica é deliciosa de se ouvir.

Beijos

lu maga disse...

Estes percursos entre pontes estão cada vez mais bonitos...Nada pode separar aqueles que fazem viagens no circuito do amor...Só alguns conseguem percorrê-lo até ao fim ,sem medo de se perderem!

Beijo á
Kris
i
k
a

Estrela disse...

hoje estou feliz sou m�e ,� o melhor da vida .uma coisa n�o me podem tirar o amor que sinto por ti,onde quer que estejas mil beijos cheios de luz,essa luz que me ilumina todos os dias ,que passo sem a tua presen�a fisica mas com ela sempre no cora�o.obrigada por seres minha filha amarteei eternamente �s tu a minha for�a para viver.

analuE disse...

Que bonitas declarações de amor, acredito serem de pessoas muito especiais. Não vos conhecendo tenho por vós uma grande admiração.
Obrigada PAIS por existirem.

Um Momento disse...

Sopro um beijo...

(*)