sexta-feira, maio 16, 2008

Manhã luminosa...

Amanheci nas margens da vida e levantei pesado o corpo, sentei-me lentamente e olhei-te no debruar do horizonte.
Bebi um reflexo dourado e senti descer pela pele o quente abraço teu.
Sorri, como se fosse aquele o meu último sorriso e senti-te junto de mim, como sempre...

Sinto que nasces aqui a cada momento, em cada suspiro da Terra, em cada raio solar, em cada gota de orvalho.
Sei que uma manhã não é um dia mas sei também que é o que dele melhor se tem.

Existes e és para mim o que sempre foste...
Um amanhecer de sonhos, um sentir imenso, um abraço eterno e um amor Maiúsculo...

És o meu SOL.
Enrosca-te a mim...

4 comentários:

Um Momento disse...

Que belos raios de Luz te aqueçam o coração todas as manhãs imensos em tão belos sentires abraçados ao amor que emana de teu lindo ser

Beijo-te

(*)

cacharel disse...

Que este sonho ao amanhecer perdure para todo o sempre...
"...Existes e é para mim o que sempre foste..."

Adorei o que li... eterno!

Beijos doces**

Manuela disse...

O sol que nos aquece, e um amor que nunca se esqueçe.
Ler-te é ler a tua essência... o teu lado de dentro ou o teu avesso.

Não se esquecem os Amigos, virtuais ou não...

Por isso aqui estou para te dar um olá e deixar-te um beijo mais um sorriso nas tuas manhãs que não são dias...

Coragem disse...

Cheguei até aqui, vinda sabe-se lá de onde, mas parei e fiquei a ler o que escreveu, e o que li, senti.
São palavras que uma só manhã, não pode calar.

Se me permitir, voltarei.