terça-feira, abril 17, 2007

Sal...


"Ó MAR SALGADO, quanto do seu sal
São lágrimas de Portugal
Por te cruzarmos, quantas mães choraram,
Quantos filhos em vão rezaram!
Quantas noivas ficaram por casar
Para que fosses nosso, ó mar.

Valeu a pena? Tudo vale a pena
se a alma não é pequena.
Quem quer passar além do Bojador
Tem que passar além da dor
Deus ao mar o perigo e o abismo deu,
Mas nele é que espelhou o céu."

Fernando Pessoa ( o maior dos poetas portugueses)
.
.
.
.
Adorava poder comentar, mas não posso permitir que as minhas rudes palavras contaminem as sábias linhas do genial poeta!
Espero que ele me desculpe a ousadia de ter colocado sobre o seu poema uma foto da minha autoria.
Talvez um dia comente, mas se nunca o fizer, espero que dele retirem o que de melhor tem para cada um...

1 comentário:

lu maga disse...

Que ondinha tão gira!!E esta luminosidade está fantástica...Quase se sente o cheiro e o salpicar da espuma na areia!Deixas-me ir molhar os pés ao teu blog??