sexta-feira, setembro 22, 2006

Estrelinha

No centro do meu céu, estás tu.
Menina linda e feliz. Como sempre te conheci.
És a estrela mais linda.
A única que pinta de cor um céu vazio de luz e de sons.
Um céu amorfo onde habito, e onde sou apenas um grão de poeira à espera que um corpo maior me chame e me puxe com a sua força para junto de si.
És como um sol que me ilumina e me dá energia.
Um sol que temo por estar sempre lá, onde não posso alcançar.
Um sol que me dá vida sem me tocar sequer, mas que me aquece e que está sempre encostado na minha pele.
És o sonho ao acordar, quase real.
Tão real como o tempo que passa rápido, mesmo quando durmo e sonho contigo.
Habitas o imaginário de todos nós, os que te conheceram.
És como a bussola que me orienta.


No SUL, o sofrimento, o mal, a dor e o medo. O negro de te perder e o amargo de não te poder abraçar contra o meu peito.

A LESTE, a mágoa, a saudade e a nostalgia. O cinzento dos dias que passo à espera de me juntar a ti.

A OESTE, a esperança, a razão e o mar. O azul intenso que nos transporta e que nos faz sonhar sempre contigo.

Ao NORTE, estás tu. O Iman no topo. A luz, a alegria, o prazer e a liberdade de seres simplesmente tu. O vermelho do fogo no ar e o cheiro dos sonhos que tinhas o direito de transformar em realidade.

Nunca foste a lua que tanto amaste. Sempre tiveste luz própria e nunca ocultaste face alguma pois em ti sempre esteve a luz que agora está mais longe, mas que continua a guiar-me.
Para te ver basta fechar os olhos e para te sentir basta continuar a amar-te. Ouço-te no silêncio que é agora a tua voz e para te abraçar escrevo-te como se fosse preciso leres-me para sentires o cheiro do sal que me escorre pela pele.

És como a minha estrelinha. Posso não te ver, mas sei que estás aí.

2 comentários:

lu maga disse...

É bom navegar sem leme nem mapa, nas correntes misteriosas de um certo olhar...
Perder-se nos ventos que sopram dos sonhos e...
Amar

Ainda bem que seguiste o rasto da estrelinha ...
OBRIGADA

Um Momento disse...

Basta olharmos o Céu..
E Ela nos sorri
Te sorri
No teu coração

Deixo um beijo
(*)