sexta-feira, abril 03, 2009

5 anos

...e um dia, tudo ruiu.
O mundo tapou-se de escombros e escondeu-se com a vergonha daquilo tinha testemunhado.
O silêncio invadiu-o e o cinzento cobriu-lhe o chão.
Caído, acordo ferido e deixo-me
aninhar no regaço do teu silêncio,
fecho os olhos e vejo cores intensas!
Podem-nos roubar tudo, destruir, saquear. Podem incendiar as nossas casas e não deixar viválma. Mas ninguém nos pode roubar o essencial. Nem hoje nem em dia nenhum porque esse é muito nosso!
AMO-TE PERDIDAMENTE!!!
(sem lutos e nas cores que quisermos)

4 comentários:

moonlover disse...

Amigo,

mais uma declaração de amor só possivel quando incondicional!

Linda!

beijinhos embrulhados num abraço,
moon

lu maga disse...

Nunca este dia foi tão sentido por mim!Obrigada Francisca, tu sabes o que eu quero dizer...
Um dia destes vou-te abraçar, do mesmo modo que tu fizeste comigo!
Um beijo na brisa que a tua presença traz...

Lis disse...

Que a poderosa Luz, se encontre entre as estrelas maiores!
Do pó de estrelas se fazem os anjos!
A presença no caminho, continuará pela eternidade....

Marga Fuentes disse...

Si tú quieres, puedes pasar por mi blog, quizá te guste oír "Lejos de Lisboa" cantada por mi y ver las fotografías que Gaspar de Jesús, fotógrafo portugués, me ha cedido para esta entrada.
Un saludo,